quinta-feira, 21 de setembro de 2017

MULHERES

MULHERES O Filme de Simone Bastos

Em Belém, com a parceria do Estúdio Reator e a participação da Valéria Andrade começa as filmagens do documentário Mulheres.

Marcelo Rodrigues filmando Valéria Andrade
Simone Bastos e Valéria Andrade

PROPOSTA DE DIREÇÃO
Este projeto tem influências do cinema-verdade francês . É um
documentário contemporâneo no qual o que interessa é o
presente de seus personagens e suas memórias. As filmagens
serão elaboradas dentro do universo do depoente para que este
possa contar suas histórias de vida de maneira informal(Qual
motivo o levou a mudar de cidade, se casou, se teve filhos, etc.)
As histórias das personagens serão abordadas através de diálogos
intercalados por voice over, com o objetivo de destacar as imagens
e ações cotidianas dessas pessoas. Nas sequências iniciais serão
utilizadas imagens gravadas com o auxílio de drones, tendo ao
fundo alguma sonoridade marcante que identifique o
tempo-espaço da cidade, como no exemplo da cidade de
Florianópolis com o som característico de seus ventos. A
fotografia será desenvolvida alternadamente com câmera fixa e
câmera na mão. Os enquadramentos serão compostos de planos
médios, primeiro plano e close-ups, eventualmente o personagem
será mostrado de corpo inteiro. Os encontros serão captados na
casa ou no trabalho do depoente. A câmera fixa estará ligada a
estes momentos específicos, enquanto que o recurso de câmera
na mão será utilizado para os close-ups, para as ações dos
personagens e imagens do espaço físico. Alguns personagens
farão seus depoimentos em lugares da cidade que tenham
significado especial para a sua história de vida, para esses
momentos poderão ser utilizadas steadycams.




FICHA TÉCNICA
Direção: Simone Bastos
Produtor executivo: Samantha Costa, Simone Bastos e Ph Souza
Diretor de Produção: Simone Bastos
Assistente de Produção: Samantha Costa, Nando Lima
Diretor de Fotografia: Getúlio Ribeiro, Marcos Vinícius D’Elboux e André Mardock
Câmera: Marcelo Rodrigues
Still em Belém: Dudu Lobato
Som direto: Gustavo Souza
Drone: Rodrigo Ferrari
Montagem e Edição: Simone Bastos, Ph Souza e Getúlio Ribeiro
Pós-produção: Ph Souza
Comunicação: SamyCom
Comunicação Elaboração e Gestão de Projeto: SamyCom Cultura
Realização: Deroul Filmes

domingo, 10 de setembro de 2017

NUS TRINK


VIDEOS para NUS TRINK
Preparando vídeos para a participação especial de Nando Lima e Dudu Lobato, do Estúdio Reator, que se juntam ao processo propondo intervenções a partir de videoprojeções elaborada exclusivamente para o desfile.


Nus Trink - desfile das coleções MIUZA, N4N0 e Pé de Kabra

uma proposta dos artistas Lucas Gouvea e Wellington Romário no próximo dia 16 de setembro, às 17h, no Casarão sede da Associação, na Praça das Mercês, nº19. Ocupando diferentes ambientes da casa, o desfile será realizado em três atos, com as marcas MIUZA _ PISA MENES N4N0 _Te orienta! e Pé de Kabra.




Às 17h, o Primeiro Ato apresenta a coleção MIUZA _ PISA MENES, assinada por Byxa do Mato e Lucas Gouvea que adentram o universo ativado por Luezley que criou a marca em Porto Alegre. MIUZA tem como mote intervir com imagens e costumizações em roupas garimpadas em brechós. Apropriada por diversos artistas no território nacional, estrangeiro, e interdimensional, a proposta toma forma nas mãos da dupla paraense através do uso de memes e elementos do imaginário amazônico para intervir nas peças.



O segundo ato, previsto para às 19h, será  é conduzido por Lucas Gouvea, com N4N0 _Te orienta! Segundo o artista, o recorte desta coleção da marca é pensado no sentindo de tornar-se oriente e buscar aflorar em si o que considera o oposto do que você é; uma trifurcação na estrada; um imperativo de mudança de paradigmas. Reconfortar-se. A coleção oscila entre vestimentas apropriadas para SPA ou Manicômios, passeando entre as fazendas de veludo, couros sintéticos e transparências. “Evidenciam o melhor que há dentro de você: mini-imensidões que vão do silêncio ao berro ecoando nas paredes do Casarão. Uma simplicidade ululante pintada sob a pele de quem na se limita a sonhar. Todo o dia eu me fantasio pra sair de casa.”, comenta Lucas.



Para encerrar a noite, às 20h, o terceiro ato será conduzido por Wellington Romário com a apresentação da marca Pé de Kabra. De acordo com o artista, HÁ ALGO DE ERRADO NISSO TUDO é uma coleção feita com coração dolorido e a revolta no sangue, vestir corpo pra guerra pra festa, o intuito é reverberar \ rasgar sempre que possível o silêncio viscoso posto em cima das inúmeras chacinas no estado do Pará, utilizando todos os meios, até que algo deixe de estar somente errado nisso tudo. Sua proposta com a marca Pé de kabra é conceber um instrumento de intervenção, “desobstruir meios é sua tendência.>>>> Joga com a moda a fim de espalhar mensagens acerca das distopias, utiliza diversos materiais não convencionais para construir grafias vestimentas”, afirma Romário.